Menu

Onze coisas que as mulheres não aguentam mais ouvir no Brasil (e por quê)

Casos recentes de estupro coletivo reacenderam o debate sobre violência sexual no Brasil.

Enquanto o país tenta entender por que registra 50 mil estupros por ano, discute-se o impacto negativo do machismo e de pequenos gestos cotidianos que alimentam essa cultura.

A jornalista Brenda Fucuta é uma observadora atenta das questões femininas contemporâneas. Dirigiu algumas das principais revistas femininas do país e edita o site Mulheres Incríveis, que traz conversas com executivas de grandes empresas e jovens ativistas do feminismo brasileiro.

De olho na nova agenda do empoderamento feminino, Brenda mostra como certos conceitos e expressões legitimam uma suposta superioridade natural dos homens. Nesse sentido, defende a necessidade de todos (e todas) reaprenderem a olhar e se relacionar com as mulheres.

Baseada em suas conversas com mulheres inspiradoras e na própria experiência no mundo corporativo, a jornalista selecionou e classificou frases, do assédio de rua ao machismo inconsciente, que mulheres não aceitam e não deveriam mais ouvir.

Cantadas de rua

Assobios, buzinadas, olhares, comentários: diariamente, mulheres se veem obrigadas a enfrentar o assédio sexual em espaços públicos. Interações de teor obsceno, sem consentimento, que se impõem como naturais, mas estão longe disso. Exemplos:

"Por que uma menina bonita como você está sem namorado?"

"Eu levaria você para casa."

Para Brenda, a abordagem pode às vezes nem ser agressiva, mas nem por isso é menos desrespeitosa.

"Há homens que não entendem que as meninas querem andar sem ser perturbadas, como os homens também querem. É um desrespeito a uma situação: estou andando, pensando, falando ao celular, não quero ser incomodada."

No caso das cantadas agressivas, avalia Brenda, são "abusos sexuais falados" que buscam demonstrar poder e intimidar a mulher.

"Fazem parte de uma cultura, essa tal cultura do estupro, porque é como se fosse autorizado aos homens falar, tocar e se apropriar do corpo das mulheres de uma forma que as mulheres não fazem com os homens."

A jornalista destaca como a campanha "Chega de Fiu-Fiu", lançada em 2013 pela ONG feminista Think Olga, ajudou a "despertar a sociedade para um assunto que estava velado". "Foi uma grande conquista para a percepção do lugar da mulher na sociedade, porque dávamos pouca atenção a isso."

Think OlgaImage copyrightCECÍLIA SILVEIRAImage captionImagem da campanha 'Chega de Fiu-Fiu', da ONG Think Olga; iniciativa despertou atenção da sociedade brasileira para problema velado, afirma Brenda Fucuta

Frases de orgulho machista

Ditas por homens e também por mulheres, são frases que pressupõem um lugar inferior para a mulher na sociedade.

Incluem desde brincadeiras aparentemente inofensivas sobre o desempenho feminino no trânsito até comentários a respeito da menina que se veste de modo "a não se dar o devido respeito":

"Por que mulheres são contra as cantadas? Não gostam de um elogio?"

"Muito bem, já pode casar".

"Se sai assim (na rua ou na balada) é porque quer. Mulher que se respeita não é estuprada."

Machistas em negação

Outra categoria de frase que não cabe mais na nova etiqueta de gênero, afirma Brenda, é aquela que definiu como "machista em negação": sugere compreensão mas logo revela preconceito.

"São aqueles ou aquelas que sempre começam, ao debater o tema das conquistas femininas, com a seguinte frase: 'Não sou machista, mas...' ou 'Não tenho nada contra o feminismo, mas...', e depois já emendam uma ideia preconceituosa disfarçada ", afirma.

São expressões como:

"Mas vocês não acham que estão exagerando agora? O que mais vocês têm para conquistar?" (a resposta, diz Brenda, é múltipla: direito a não apanhar do marido, a ganhar os mesmos salários dos homens, a dividir o trabalho de casa com homens, a não ser interrompida ao falar, a andar como quiser nas ruas).

"Mas vocês falam em violência contra a mulher, mas e a violência contra os homens?" Sobre isso, Brenda lembra que homens são, de fato, as maiores vítimas de homicídio no Brasil, mas o agressor é quase sempre homem nos casos contra homens e mulheres.

"Mas por que as feministas odeiam os homens?"

Machismo inconsciente (ou 'O machista que se acha feminista')

Uma pesquisa do Instituto Ethos mostrou que em 2010 mulheres ocupavam apenas 13% dos cargos de nível executivo e sênior nas 500 maiores empresas do Brasil. Em 2014, revelou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as mulheres receberam, em média, 74% da renda dos homens.

Nesse sentido, Brenda questiona o uso de frases que aponta como comuns no mundo corporativo e que denotam uma espécie de machismo inconsciente. Colocações como:

"Acredito na meritocracia. Se a mulher é competente, ela chega lá."

"Não há machismo nessa empresa. Você, por exemplo, tem um salário maior do que muitos colegas homens."

"Sou muito a favor das mulheres e do feminismo. Em casa, por exemplo, são minhas filhas e esposa que mandam em mim."

Para a jornalista, são afirmações que não fazem sentido quando são confrontadas com dados de disparidade de gênero em cargos de chefia e salários.

feminismoImage copyrightDIVULGAÇÃOImage captionJornalista ocupou cargos de direção no mundo corporativo e identificou práticas de 'machismo inconsciente'

"As mesmas pesquisas que apontam a falta de mulheres em cargos de direção apontam que no nível inicial do trabalho a proporção de mulheres é até ligeiramente maior. Por esse raciocínio, então, as mulheres não ocupam o alto da hierarquia porque são incompetentes ou não merecem, o que não faz sentido, porque hoje no Brasil as mulheres têm até mais escolaridade do que os homens", afirma.

Brenda diz ver esse tipo de expressão como "campeã do machismo", por revelar desconhecimento do que seja feminismo e do papel da mulher na sociedade no século 21. "Essas frases de machismo inconsciente podem ser até mais perigosas, porque as pessoas acreditam nelas".

"Uma vez ouvi o presidente de uma grande empresa, em um evento de empoderamento de mulheres, dizendo que era super comprometido com a causa até porque quem mandava nele em casa eram mulheres. Quando diz isso, volta a colocar a mulher em um lugar ultrapassado, de submissão, em casa novamente."

Feminismo e desinformação

A editora do site Mulheres Incríveis diz acreditar que ainda exista muita incompreensão, inclusive entre mulheres, sobre o que seja o feminismo.

Como no caso de mulheres que dizem não ser feministas porque "defendem a diferença entre homens e mulheres" ou porque "acreditam na convivência pacífica entre homens e mulheres".

Segundo ela, nenhuma corrente do chamado novo feminismo defende a anulação das diferenças entre homem e mulher. "O que esses movimentos pretendem é a busca de direitos sociais iguais."

Brenda identifica a persistência de "mal-entendidos" em torno do conceito de feminismo - "palavra forte e ainda carregada de preconceito". Cita o exemplo de executivas de sucesso que, embora tenham postura feminista, rejeitam o "selo" de feminista.

feminismoImage copyrightFERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASILImage captionEvento pró-direitos da mulher no Rio em 2014; para jornalista, feminismo ainda é alvo de interpretações equivocadas

"Vivemos um momento de transição em relação a direitos humanos, diversidade, inclusão de minorias. Ainda bem, senão ninguém falava sobre isso. Aí, quando a gente fala, parte da população se sente ameaçada e nem mesmo sabe por quê. Sente-se acuada, com medo de perder coisas. E aí começa a criar uma reação em cima de mal-entendidos e, em geral, por falta de conhecimento."

Brenda afirma conceber e praticar o feminismo como um "exercício de transformação da sociedade para um jeito mais libertador de convivência, não julgador".

Nesse sentido, afirma que o debate motivado pelos casos recentes de estupro coletivo no Brasil é positivo por "jogar luz numa ferida social que não gostamos de comentar".

Para ela, sem minimizar os episódios de estupro coletivo, é preciso avançar a discussão para o abuso sexual que ocorre dentro das casas e no entorno das vítimas, que compõe a maioria dos registros.

"Isso é muito sério e deve ser combatido, mesmo que seja ativismo de sofá, pegar a moldura do Facebook (contra a cultura do estupro) e reproduzir. Essa é a grande próxima etapa, encarar essa questão delicada sobre a qual ninguém quer falar, mas precisa ser iluminada".

Leia mais ...

Comunicado – Distribuição de boletos do ISSQN/TLTF

A Prefeitura de Ponte Nova informa que, a partir da próxima segunda-feira (27/06), começarão a ser distribuídos os boletos referentes ao Imposto de Serviços Sobre Qualquer Natureza e às Taxas de Localização e de Funcionamento (ISSQN/TLTF) do ano de 2016. O pagamento do ISSQN é destinado aos prestadores de serviço e o TLTF é voltado aos comerciantes.

Os boletos terão vencimento em 29 de julho/2016. Recomenda-se aos contribuintes que efetuem o pagamento dentro do prazo estipulado, a fim de evitar a incidência de multas e juros. A Prefeitura ressalta que a entrega dos boletos está sendo feita com antecedência de modo que os contribuintes possam se programar da melhor forma possível.   

--

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação/ASCOM
Prefeitura de Ponte Nova
(31) 3819-5454 - ramal 235 / 3819-5485
www.pontenova.mg.gov.br / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Leia mais ...

21 CIA PM IND – PM apreende arma de fogo e munições

Na manha de quinta-feira, 23/06, durante abordagem á Avenida Abdalla Felício, Centro, Ponte Nova, a PM apreendeu um revolver calibre .38 carregado com seis munições intactas. Um menor infrator foi apreendido e um jovem de 20 anos foi preso, uma vez que denúncia noticia que estariam deslocando para o presídio de Ponte Nova a fim de escoltar um comparsa que cumpre pena em regime semi-aberto, ganhando liberdade todas às manhãs por volta das 08h.

Os infratores foram surpreendidos no interior de um veículo taxi, sendo que no momento da abordagem o envolvido de maior idade que se encontrava no banco da frente percebendo a presença policial passou a arma para o menor infrator que ocupava o banco traseiro do veículo. Durante busca pessoal a arma foi localizada na cintura do menor infrator.

Leia mais ...

Notícias da Câmara Municipal de Ponte Nova

12ª Reunião Ordinária Móvel do 2º Período da 4ª Sessão Legislativa da atual Legislatura, em 23/06/2016, às 19 horas.

ASSUNTO: Programação de Reunião

SERVIÇO: Gabinete da Presidência

 

 

CHAMADA/ABERTURA/ORAÇÃO

LEITURA DA ATA DA REUNIÃO ANTERIOR

 

 

MATÉRIAS DO LEGISLATIVO

 

LEITURA DOS PROJETOS DE RESOLUÇÃO NºS.:

21/2016 - concede Título de Cidadão Honorário de Ponte Nova ao Sr. Fernando Barbosa Rocha. (autor: Vereador José Mauro Raimundi)

22/2016 – concede Diploma do Mérito Legislativo à empresa Maura Barros de Souza – ME. (autora: Vereadora Hilarina Marília Rezende Rôlla).

 

LEITURA DOS PROJETOS DE LEI NºS.:

3.503/2016 – autoriza a cessão com encargos de direito de uso de imóvel para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais – IFMG e dá outras providências.

3.504/2016 – Autoriza a inclusão de dotação orçamentária através de crédito adicional especial para execução do Contrato de Rateio no 012/2016/CISAMAPI.

3.505/2016 – autoriza o Município de Ponte Nova a receber, da empresa Supermercados Poupy, apoio sob forma de material de construção e mão de obra para intervenção na praça de acesso ao Supermercado Poupy e residências da rua Antônio Frederico  Ozanan/Centro Histórico e dá outras providências.

 

LEITURA DOS PARECERES DAS COMISSÕES PERMANENTES AOS PROJETOS DE LEI NºS.:

5/2016 – altera a Lei Municipal nº 3.234/2008, que dispõe sobre o parcelamento do solo no Município de Ponte Nova. (FLJ)

6/2016 – fixa os subsídios dos agentes políticos municipais para o período da legislatura de 2017 a 2020, e dá outras providências. (FLJ/SPM/OTC)

7/2016 – altera a Lei Municipal nº 2.922/2006, que define o Quadro Permanente de Cargos Efetivos e Comissionados da Câmara Municipal de Ponte Nova, e dá outras providências. (FLJ/SPM/OTC)

3.499/2016 – denomina de “Walter Machado Guimarães” a única rua da Vila do IAA, no bairro Rasa. (FLJ)

3.501/2016 – altera a Lei Municipal nº 2.412/2000, que dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Turismo no Município de Ponte Nova e dá outras providências. (FLJ/SPM)

3.502/2016 – denomina de “Complexo Esportivo Sebastiana Gomes da Silva ou Dona Taninha” o conjunto de quadras poliesportivas e campo soçaite e o que mais vier a se acrescentar à área de lazer gerida pelo Rasense Futebol Clube na rua Joaquim Machado Guimarães, no bairro Rasa. (FLJ/SPM)

 

LEITURA DOS PARECERES DAS COMISSÕES ESPECIAIS AOS PROJETOS DE RESOLUÇÃO NºS.:

19/2016 – concede Diploma do Mérito Legislativo à Sra. Rogéria Baptisteli Fernandes.

20/2016 – concede Diploma do Mérito Legislativo ao Sr. Gladison Nogueira Barros.

 

MATÉRIAS DA ORDEM DO DIA

 

SEGUNDA DISCUSSÃO E VOTAÇÃO DO PROJETO DE LEI Nº.:

4/2016 – denomina de Centro de Atenção Psicossocial Dr. Francisco Linhares Ribeiro o CAPS AD em implantação no bairro Vale Verde.

 

TRIBUNA LIVRE

Raquel Aparecida da Silva

ASSUNTO: Atendimento médico na comunidade do Pontal.

 

 

 

 

José Mauro Raimundi

Presidente

 

 

  Livre de vírus. www.avast.com.
Leia mais ...

DMAES é tema de indicações protocoladas

A vereadora Patrícia Castanheira (REDE) apresentou, em 20 de junho, indicação protocolada ao Departamento Municipal de Água, Esgoto e Saneamento (DMAES) solicitando informações do motivo pelo qual não foram realizados os serviços de manutenção necessários para solucionar os problemas na rede de esgoto na Rua Jared Pires, Bairro Bom Pastor. Na Palavra Livre, a vereadora apresentou um vídeo mostrando que, no local, o esgoto está correndo a céu aberto há mais de um ano, levando riscos à saúde dos moradores. Patrícia requer informações das providências que serão tomadas e a previsão da execução do serviço.   

Também ao DMAES, os vereadores José Mauro Raimundi (PP) e Valéria Alvarenga (PSDB) solicitam informações sobre a procedência ou não de que há servidores recebendo vencimentos inferiores ao salário mínimo e se existe disponibilidade orçamentária e financeira para a concessão de reajuste salarial aos servidores da autarquia no corrente exercício, expondo eventuais restrições que possam inviabilizar ou dificultar esta providência.

Tal questão foi apontada pelo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e Autarquias de Ponte Nova (Sindserp), Geraldo Jannus, na Tribuna Livre da reunião de 16 de junho. Na ocasião, ele salientou o que, no contracheque dos servidores da autarquia, que recebem o salário-mínimo, não está incluído o abono ou complemento de 11,57%, concedidos pela Prefeitura em janeiro, para atualização dos vencimentos.

O percentual atende a 1/3 dos 2.300 servidores públicos municipais, o equivalente a 30%. Segundo Jannus, já foi feita uma denúncia à Mesa de Negociação Permanente, porém, até o momento, nada foi resolvido. Ele prontificou-se em encaminhar à Câmara cópias dos contracheques dos servidores nesta situação.

As indicações protocoladas foram discutidas e votadas em plenário e seguem para o Executivo que deve respondê-las no prazo máximo de 15 dias.

Leia mais ...

Prefeito visita obra do Núcleo de Atendimento às Famílias dos detentos

Na manhã desta segunda-feira (20/06), o prefeito Guto Malta e o vereador Antônio Pracatá estiveram no Complexo Penitenciário de Ponte Nova visitando a obra de contrução do Núcleo de Apoio às Famílias dos Reeducandos inseridos no sistema prisional. Trata-se de um abrigo coberto – numa área de 200 metros quadrados – com banheiros, fraldário, bebedouros, cadeiras e sala para atendimento de assistente social. A obra no presídio está sendo feita em parceria com a Prefeitura Municipal.

Além de ceder a área para a construção do espaço, o que foi possível após aprovação de projeto pela Câmara de Vereadores, a Prefeitura fez a doação de todo o material básico que está sendo usado na obra. Um recurso de até R$ 20 mil foi destinado para a compra dos materiais. A visita foi acompanhada pelo diretor administrativo do presídio Igor Dias.

O material usado na construção do espaço de acolhimento às famílias dos presos foi doado pela Prefeitura

Atualmente, a unidade prisional não conta, nas imediações externas, com espaço adequado para acolhimento dos familiares dos detentos. Muitas famílias que vêm de fora nos dias de visita acabam tendo que esperar ao relento.

“Essa é uma obra que vai garantir mais dignidade aos familiares daqueles que cumprem pena no complexo penitenciário. Um espaço de acolhimento adequado com mais conforto e segurança”, ressaltou o prefeito. A obra, que já está em andamento, deve ser finalizada nos próximos seis meses.  

Na foto: Pracatá, Paulo Roberto (secretário municipal), Guto, Igor, Henrique Mosqueira (assessor do prefeito) e Euler Santos (agente penitenciário)

 

--

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação/ASCOM
Prefeitura de Ponte Nova
(31) 3819-5454 - ramal 235 / 3819-5485
www.pontenova.mg.gov.br / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Leia mais ...

Alunos atletas de Ponte Nova viajam para disputa regional do JEMG

Alunos atletas de Ponte Nova classificados na fase microrregional dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG) irão disputar, de 20 a 26/06, no município de Além Paraíba, a fase regional do campeonato. O secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude (Semej), Rafael Pacheco, esteve na Praça de Palmeiras na tarde de ontem (19/06) para acompanhar a saída dos professores e dos 79 alunos-atletas da rede pública e privada. O JEMG é uma realização da Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais (Feemg) e do Governo de Minas, com o apoio das prefeituras dos municípios participantes.

Nesta etapa do JEMG serão disputadas as modalidades peteca, xadrez, basquete, voleibol, handebol e futsal. Na etapa anterior, que aconteceu em Ponte Nova, no mês de abril de 2016, sete equipes de quatro escolas da cidade – uma de futsal, quatro de handebol, uma de voleibol e uma de basquete – foram classificadas para a etapa regional. Além disso, o Município obteve classificação na disputa do xadrez.

Representarão o município as seguintes escolas com as respectivas modalidades: Escola Nossa Senhora Auxiliadora (handebol masculino e feminino/módulos I e II); Escola Estadual Professor Raymundo Martiniano Ferreira (basquete feminino/módulo I); Escola Estadual Professor Antônio Gonçalves Lanna (futsal masculino módulo II); e Instituto Montessori (voleibol masculino/módulo I). 

No xadrez, Ponte Nova classificou os seguintes atletas: Thiago Pasqualon de Oliveira/1º lugar e Felipe Mafra Natali/2º lugar (masculino módulo I); Daniel Soares Lopes/1º lugar e João Vitor Gouveia/2º lugar (masculino módulo II), todos alunos do Instituto Montessori.

Na época da classificação da etapa microrregional, o secretário Rafael Pacheco destacou que o desempenho das equipes de Ponte Nova foi bastante satisfatório. “Das equipes da microrregião classificadas para a etapa regional, conseguimos quase a metade das vagas em disputa. Isso mostra a força do esporte escolar na cidade, algo que já pudemos constatar durante os Jogos Estudantis de Ponte Nova (Jepon), realizados em 2015”. 

Homenagem às vítimas de acidente

Antes de embarcarem para a cidade de Além Paraíba, o grupo de atletas se concentrou na praça de Palmeiras e fez uma oração em memória às vítimas do acidente que causou a morte do professor de educação física das redes municipal e estadual, Erceu Neto, e das três adolescentes estudantes da Escola Estadual Coronel Cantídio Drumond.    

Minutos antes do embarque o grupo de alunos e professores fez uma oração às vítimas do acidente envolvendo um professor e três alunas da rede pública de ensino

 

--

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação/ASCOM
Prefeitura de Ponte Nova
(31) 3819-5454 - ramal 235 / 3819-5485
www.pontenova.mg.gov.br / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Leia mais ...

Município está autorizado a receber recursos de empresa privada para intervenção em calçada e canteiro

Na reunião de 20 de junho, os vereadores de Ponte Nova aprovaram o Projeto de Lei (PL) nº 3500/2016, de iniciativa da Prefeitura Municipal, que autoriza o Município de Ponte Nova a receber, da BCR – Comércio e Indústria S/A, material de construção, no valor de R$ 20 mil, para intervenção em calçada e canteiro ao longo da linha férrea, na parte baixa da Rua Antônio Frederico Ozanan, no Centro Histórico, nas proximidades da empresa Ormel.

A proposta estava em primeira discussão e votação, porém, a pedido da vereadora Valéria Alvarenga (PSDB), o presidente da Mesa Diretora, José Mauro Raimundi (PP), consultou o plenário, que foi favorável, para que o mesmo fosse colocado em segundo turno de votação. A proposta segue para a sanção do prefeito Guto Malta (PT).

O Projeto chegou à Câmara em 9 de junho e recebeu pareceres das Comissões de Finanças, Legislação e Justiça, de Serviços Públicos Municipais e de Orçamento e Tomada de Contas de que é constitucional, atende o interesse público e não contraria as normas orçamentárias vigentes. Na exposição de motivos, o Executivo destacou que, devido a atual conjuntura por que passa a Administração Municipal, à semelhança do que ocorre com as Gestões Municipais e Estaduais em geral, a parceria com a empresa privada tem o objetivo de revitalizar mais um trecho no entorno da Rodoviária Velha, no Centro Histórico.

Com o recebimento da doação do referido material, o Município, utilizando mão de obra própria, poderá dar continuidade às iniciativas voltadas para a revitalização da cidade. Tal proposta de intervenção foi também encaminhada simultaneamente para os Conselhos Municipais de Defesa do Meio Ambiente (Codema) e do Patrimônio Cultural e Natural de Ponte Nova para apreciação.

 

Leia mais ...

Prefeitura adquire aparelho de ultrassonografia para atendimento da população

A Prefeitura de Ponte Nova, através de um convênio com o Governo Estadual, adquiriu um equipamento de ultrassonografia digital, no valor de R$ 85.900, para ser usado no atendimento a pacientes da Policlínica Municipal. Nesta quarta-feira (22/06), o prefeito Guto Malta e o secretário municipal de Saúde, Geraldo César Bastos Destro, estiveram na unidade para verificar o funcionamento do aparelho. 

O novo equipamento, além de ser digital e de alta resolução, tem capacidade para realizar exames de diversas especialidades médicas, como exames de abdômen total e superior, transvaginal, obstétrico, mamas, tireoide e de via urinárias, além de outros. 

Aparelho de ultrassom adquirido recentemente está sendo usado nos atendimentos da Policlínica

Guto destacou que a compra do aparelho, além de suprir uma das maiores necessidades no atendimento médico da população local, serve para mostrar, mais uma vez, a atenção especial que o seu governo está dando ao município na área da saúde. “Esta aquisição é um grande avanço para a saúde do Município, pois contribuirá com a agilidade dos pedidos de exames, aumentando com isto, a eficácia de diagnósticos”, ressaltou. 

O prefeito esteve na Policlínica, na manhã de 22/06, para verificar o funcionamento do equipamento

 

--

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação/ASCOM
Prefeitura de Ponte Nova
(31) 3819-5454 - ramal 235 / 3819-5485
www.pontenova.mg.gov.br / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Leia mais ...

Semed comunica prazo para requerimento do benefício do transporte escolar gratuito

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa que o período para solicitação do benefício do transporte escolar gratuito (válido para o 2º semestre/2016) para alunos da rede pública de ensino de Ponte Nova – que ainda não recebem ou perderam o prazo anterior -, será de 01º/07 até 07/07. Os pais ou responsáveis que desejam solicitar o benefício  devem comparecer na unidade escolar onde o aluno está matriculado no horário de funcionamento do local.

Confira os documentos que devem ser apresentados no ato do cadastro:

Foto 3X4;

Cópia da Certidão de Nascimento ou RG;

Cópia do CPF;

Declaração da Escola;

Cópia do Cartão do SUS com endereço;

Inscrição no CadÚnico (emitida pela Secretaria de Assistência Social e Habitação);

Cópia do Comprovante de residência recente (Ex: conta de luz);

Declaração do proprietário (em caso de imóvel alugado);

Laudo médico (em caso de alunos com deficiência).

-- 
Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação/ASCOM
Prefeitura de Ponte Nova
(31) 3819-5454 - ramal 235 / 3819-5485
Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Notícias Regionais

Brasil e Mundo

Ponte Nova

Colunistas

Serviços

  • Esqueceu sua senha?
  • Esqueceu seu usuário?