Menu

Revista Ponte Nova Acontece terá sua 2ª edição

A ACIP/CDL já está se planejando para lançar ainda no fim deste ano a 2ª edição da revista “Ponte Nova Acontece”. As primeiras reuniões com o Conselho Editorial já foram feitas, nos meses de julho e agosto, para definir detalhes da nova publicação.

A revista Ponte Nova Acontece foi idealizada em 2015 e encabeçada pelo presidente da ACIP/CDL, Noêmio Gomes. Seu objetivo era enaltecer as coisas boas de nossa cidade e nossa região. Ele reuniu uma equipe de profissionais para fazer um produto de alta qualidade – tanto em sua imagem quanto em seu conteúdo. O resultado foi acima do esperado, com dezenas de parceiros que acreditaram no projeto e vários elogios.

Para esta segunda edição, vamos abordar outros tópicos, destacando outras personalidades, outras entidades e instituições, outras atividades e outras forças econômicas que também merecem nosso reconhecimento”, afirmou Noêmio.

Quem tiver interesse em divulgar sua empresa em uma das páginas da publicação, entre em contato pelo telefone: (31) 3817-2492.

Leia mais ...

Notícias da Câmara Municipal de Ponte Nova

19ª Reunião Ordinária Fixa do 2º Período da 4ª Sessão Legislativa da atual Legislatura, em 22/08/2016, às 19 horas.

ASSUNTO: Programação de Reunião

SERVIÇO: Gabinete da Presidência

 

 

CHAMADA/ABERTURA/ORAÇÃO

LEITURA DA ATA DA REUNIÃO ANTERIOR

LEITURA DAS CORRESPONDÊNCIAS RECEBIDAS

LEITURA DAS INDICAÇÕES

 

 

 

MATÉRIAS DA ORDEM DO DIA

 

LEITURA DOS PROJETOS DE LEI NºS.:

8/2016 – Denomina de Rua Ana Maria de Jesus – Dona Anita, a rua B do loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5. (Autor: Antônio Carlos Pracatá)

9/2016 – Denomina de Rua Nilda Guimarães Leite a Rua A do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5. (Autor: Antônio Carlos Pracatá)

10/2016 – Denomina de Rua Wilson Dias da Fonseca a Rua E do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5. (Autor: Antônio Carlos Pracatá)

11/2016 – Denomina de Rua Efigênia Reis Gomes a Rua C do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5. (Autor: Antônio Carlos Pracatá)

 

 

DISCUSSÃO E VOTAÇÃO DAS INDICAÇÕES PROTOCOLADAS SOB OS NºS.:

126/2016 – Ind. 685 - da Vereadora Patrícia Monteiro Castanheira, solicitando ao Executivo informações sobre o Distrito Industrial Abel Pesqueira Moreira.

 

131/2016 - Ind. 707 - da vereadora Patrícia Castanheira solicitando ao Executivo cópia do contrato/convênio que disponha sobre a instalação, gestão e uso da UPA.

 

 

 

Palavra Livre

 

Encerramento

 

 

José Mauro Raimundi

Presidente

 

 

 

Indicação N.º 709/2016

 

 

Exmo. Sr.

José Mauro Raimundi

Presidente da Câmara Municipal

Ponte Nova - MG

 



Senhor Presidente,



O vereador infra-assinado, na forma regimental, requer a V. Ex.ª enviar ofício ao Executivo solicitando determinar a retirada de uma árvore em um lote da Rua Guarapiranga, quadra 14, para que o proprietário possa construir um muro no local.



Sala das Sessões, 22 de Agosto de 2016

 

 

 

GERALDO MAGELA ROBERTO MENDES - LULA - PDT

 

 

 

Indicação N.º 708/2016

 





O vereador infra-assinado, na forma regimental, requer o envio de moções de pesar: a) – ao Sr. Mauro e familiares, pelo falecimento de sua mãe; b) – a Srª. Maria Imaculada Batista, em razão do falecimento de seu esposo, o Sr. Walter Gama Batista. (Rua Vigário João Paulo, 494)



Sala das Sessões, 22 de agosto de 2016

 

 

 

JOSE MAURO RAIMUNDI - PP

 

 

 

Indicação N.º 707/2016

 

 

Exmo. Sr.

José Mauro Raimundi

Presidente da Câmara Municipal

Ponte Nova - MG

 

 

 

 

Senhor Presidente,



A vereadora infra-assinada, na forma regimental e ouvido o Plenário, requer a V. Ex.ª enviar ofício ao Executivo solicitando encaminhar a esta Casa, no prazo máximo de 15 dias, cópia do contrato/convênio que disponha sobre a instalação, gestão e uso da UPA, inclusive dos municípios da microrregião.



Sala das Sessões, 19 de Agosto de 2016

 

 

 

PATRICIA MONTEIRO CASTANHEIRA - PTB

 

 

 

 

PROJETO DE LEI Nº 8/2016

 

Denomina de Rua Ana Maria de Jesus - Dona Anita, a rua B do loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

Exposição de Motivos

 

Ana Maria de Jesus, ou Dona Anita, como era por todos conhecida, nasceu em Guaraciaba, no dia 26 de julho de 1932, dia de Nossa Senhora Santana, vindo a passar a infância e a juventude na Jatiboca, em Urucânia, até que se mudou para Ponte Nova em 1961.

Era a filha mais velha de Carlota Saturnino Ferreira e Ozório Machado Leite, em uma família de oito irmãos.

Em 13 de outubro de 1950 casou-se com Antônio Carlos, Sr. Nico, e foi mãe de nove mulheres e três homens, além de dois filhos adotivos, numa família que foi crescendo, hoje com 30 netos e 23 bisnetos.

Dona Anita estudou até o 2º ano do ensino fundamental e desde cedo ajudava seus pais na roça, assim teve seus trabalhos e sofrimentos, em silêncio, sem reclamar, porém, ao contrário, sorria, contando os netos e bisnetos.

Desde criança gostava muito de rezar, com isso foi crescendo também espiritualmente e participando de grupos religiosos, ajudando os mais necessitados, pois não media esforços para estar no meio deles com seu apoio e dedicação.

Junto com seu esposo fizeram 40 anos de romarias a Aparecida do Norte, sempre muito devotos a Nossa Senhora Aparecida, conseguindo muitas graças.

Fez parte de vários grupos católicos, como Grupo de Reflexão, Ofício Divino, Casados com Cristo, Sagrado Coração de Jesus, Legião de Maria, Grupo da 3ª Idade, e foi também artesã, não profissionalmente, mas pelo dom e vontade de aprender cada vez mais.

Já recebeu desta Casa, por indicação deste vereador, o Diploma do Mérito Legislativo, em 24.11.2011, como reconhecimento público pelos relevantes serviços prestados ao desenvolvimento e à grandeza do município.

Em junho de 2013 recebeu também uma homenagem da comunidade do Santo Antônio, em reconhecimento aos longos anos de amor dedicados àquela comunidade, desde sua vinda para Ponte Nova até aquela data, amor este que permaneceu até o seu falecimento, em 8 de dezembro de 2015, dia de Nossa Senhora da Conceição, encerrando assim o ciclo de sua vida terrena, sempre tocada pela Providência Divina.

Solicito ao Plenário a aprovação unânime deste Projeto de Lei.

 

Sala das Sessões, 30 de junho de 2016

 

ANTONIO CARLOS PRACATÁ DE SOUSA - PSD

Vereador

 

PROJETO DE LEI Nº 8/2016

 

Denomina de Rua Ana Maria de Jesus -Dona Anita, a rua B do loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

A Câmara Municipal de Ponte Nova aprova e eu sanciono a seguinte Lei:

 

Art. 1º Fica denominada de Rua Ana Maria de Jesus - Dona Anita, a rua B, do loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

Art. 2º O Poder Executivo dará ciência da denominação constante do art. 1º desta Lei aos Correios e às demais entidades prestadoras de serviços públicos, tão logo seja concedido o “habite-se” ao loteamento.

 

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

 

Art. 4º Revogam-se disposições contrárias.

 

 

Paulo Augusto Malta Moreira

Prefeito Municipal

 

 

Maria do Carmo Santos

Secretária Municipal de Governo

 

 

Iniciativa:

 

 

ANTONIO CARLOS PRACATÁ DE SOUSA - PSD

Vereador

 

 

 

 

PROJETO DE LEI Nº 9/2016

 

Denomina de Rua Nilda Guimarães Leite a Rua A do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

Exposição de Motivos

 

Nilda Guimarães Leite nasceu em 6 de agosto de 1942, em Amparo do Serra, filha de Cantídio Urcelino Guimarães e Rita Gomes Guimarães.

Casou-se aos vinte e dois anos com João Carolino Leite, com quem teve três filhos: Denilson, Emerson e Rita de Cássia.

Presidiu a Associação Comunitária do Bairro Santo Antônio no final dos anos 80 e no início dos anos 90.

Elegeu-se vereadora pelo PMDB em 1992, com 494 votos, tornando-se a primeira mulher a ocupar cargo eletivo no Poder Legislativo de Ponte Nova.

Foi fundadora da Escola Municipal do Santo Antônio.

Viveu para sua família e sempre se dedicou ao próximo.

Faleceu aos 68 anos de idade, deixando saudades pelo seu modo de ser: honesta e verdadeira.

Solicito ao Plenário a aprovação unânime deste Projeto de Lei.

 

Sala das Sessões, 01 de agosto de 2016

 

 

ANTÔNIO CARLOS PRACATÁ DE SOUSA – PSD

Vereador

 

 

PROJETO DE LEI Nº 9/2016

 

Denomina de Rua Nilda Guimarães Leite a Rua A do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

A Câmara Municipal de Ponte Nova aprova e eu sanciono a seguinte Lei:

 

Art. 1º Fica denominada de Rua Nilda Guimarães Leite a Rua A do loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

Art. 2º O Poder Executivo dará ciência da denominação constante do art. 1º desta Lei aos Correios e às demais entidades prestadoras de serviços públicos, tão logo seja concedido o “habite-se” ao loteamento, nos termos do § 10 do artigo 3º da Lei 3.234/2008, que dispõe sobre o parcelamento do solo do município de Ponte Nova.

 

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

 

Art. 4º Revogam-se disposições contrárias.

 

 

Ponte Nova, de de 2016

 

 

Paulo Augusto Malta Moreira

Prefeito Municipal

 

 

Maria do Carmo Santos

Secretária Municipal de Governo

 

 

Iniciativa:

 

ANTÔNIO CARLOS PRACATÁ DE SOUSA - PSD

Vereador

 

 

 

 

PROJETO DE LEI Nº 10/2016

 

Denomina de Rua Wilson Dias da Fonseca a Rua E do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

Exposição de Motivos

 

Wilson Dias da Fonseca nasceu em Arcanjo de São João Del Rei, Minas Gerais, em 11 de outubro de 1919.

Em 3 de maio de 1946, casou-se com Maria Tereza Silva Fonseca, com quem teve os filhos: Adilson, Carlos Eduardo (in memoriam), Ivone, Jane Cássia, Edmar, Geraldo (Gê) e Wilson Júnior.

Sua vida profissional iniciou-se em 1927, no Banco Industrial de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

Em Ponte Nova, trabalhou como secretário e professor no Instituto Propedêutico, foi secretário do Colégio Dom Helvécio, diretor do Ginásio Clóvis Salgado e da Escola Técnica de Comércio Pontenovense (Colégio Pontenovense) e Fundação Pio Penna. Foi um dos fundadores da Faculdade de Ciências Contábeis de Ponte Nova que se concretizou em 14 de maio de 1973 e teve sua primeira turma formada em 1976.

Faleceu em 19 de março de 2010.

 

 

Sala das Sessões, 01 de agosto de 2016

 

 

 

ANTÔNIO CARLOS PRACATÁ DE SOUSA - PSD

Vereador

 

 

PROJETO DE LEI Nº 10/2016

 

Denomina de Rua Wilson Dias da Fonseca a Rua E do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

A Câmara Municipal de Ponte Nova aprova e eu sanciono a seguinte Lei:

 

Art. 1º Fica denominada de Rua Wilson Dias da Fonseca a Rua E do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

Art. 2º O Poder Executivo dará ciência da denominação constante do art. 1º desta Lei aos Correios e às demais entidades prestadoras de serviços públicos, tão logo seja concedido o “habite-se” ao loteamento, nos termos do § 10 do artigo 3º da Lei nº 3.234/2008, que dispõe sobre o parcelamento do solo no município de Ponte Nova.

 

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

 

Art. 4º Revogam-se disposições contrárias.

 

Ponte Nova, de de 2016

 

 

Paulo Augusto Malta Moreira

Prefeito Municipal

 

 

Maria do Carmo Santos

Secretária Municipal de Governo

 

Iniciativa:

 

 

ANTÔNIO CARLOS PRACATÁ DE SOUSA - PSD

Vereador

 

 

PROJETO DE LEI Nº 11/2016

 

Denomina de Rua Efigênia Reis Gomes a rua C do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

Exposição de Motivos

 

Foi em 20 de agosto de 1917 que uma mãe deu a luz a uma criança que recebeu o nome de Efigênia Reis. Esta criança cresceu muito feliz e dedicada a sua família. Até que se tornou uma jovem e conheceu José Gomes de Castro, com quem veio a se casar.

Tornando-se a senhora Efigênia Reis Gomes começou sua fiel dedicação matrimonial e teve treze filhos. Cada um que chegava, ela o recebia como uma dádiva de Deus.

Teve uma vida de muita luta. Morando na roça, sua vida fora marcante. Tratava de animais, trabalhava como comerciante, fazia marmitas e as levava até o campo para os trabalhadores. Sol e chuva não mudavam sua rotina, até que um dia o casal resolveu morar na cidade e Ponte Nova ganhou um presente.

Chegando aqui, a luta continuou. Não tinha a roça para cuidar, mas encontrou muita gente a quem ela se dedicou de corpo e alma. Aprendeu a aplicar injeção e serviu de enfermeira para tantos.

Percebendo a necessidade do povo, passava nos postos de saúde e consultórios médicos para pedir amostras de remédios para ajudar os enfermos. Comprava medicamentos para aqueles que necessitavam com urgência e quantas madrugadas saía para aplicar injeção no doente para que pudesse salvar aquela vida.

A senhora Efigênia achava que, no frio do irmão, era obrigação de todo cidadão agasalhá-lo. Impossível calcular quantas famílias ela acolheu na hora do frio e da fome.

Durante cerca de 30 anos, no dia de Natal, em sua porta havia fila de mais de trezentas crianças para receberem o seu brinquedo. Na época do Natal, ela se preocupava com as doações de brinquedos, roupas e cestas de alimentos. Junto com o Natal, preocupava-se também com o período das chuvas e pensava naqueles que correm sérios riscos. Um exemplo de amor ao próximo, ela era chamada de Mamãe Noel, Tia Efigênia, Vó Efigênia. São os nomes que ela recebia no bairro, tanto pelas crianças e adolescentes, quanto pelos adultos.

Fato é que o bairro Santo Antônio teve uma joia rara, lapidada anos e anos. E brilhou tanto que aos 92 anos seu espírito era jovem. Deu um maravilhoso exemplo de vida, de desprendimento e amor ao próximo. Encontrar pessoas como dona Efigênia é muito difícil. Quem dera encontrássemos uma dona Efigênia em cada bairro dessa cidade, para tornar nossa Ponte Nova mais feliz e acolhedora.

Em 11 de agosto de 2010, faltando nove dias para completar seus 93 anos de idade, precisamente às 18 horas, hora da Ave Maria, o bom Deus chamou Efigênia Reis Gomes para Sua Morada.

 

Sala das Sessões, 22 de agosto de 2016

 

Vereador ANTÔNIO CARLOS PRACATÁ DE SOUSA - PSD

 

PROJETO DE LEI Nº 11/2016

 

Denomina de Rua Efigênia Reis Gomes a rua C do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

A Câmara Municipal de Ponte Nova aprova e eu sanciono a seguinte Lei:

 

Art. 1º Fica denominada de Rua Efigênia Reis Gomes a Rua C do Loteamento Vale do Sereno, situado na Zona Residencial 5.

 

Art. 2º O Poder Executivo dará ciência da denominação constante do art. 1º desta Lei aos Correios e às demais entidades prestadoras de serviços públicos, tão logo seja concedido o “habite-se” ao loteamento, nos termos do § 10 do artigo 3º da Lei nº 3.234/2008, que dispõe sobre o parcelamento do solo no município de Ponte Nova.

 

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

 

Art. 4º Revogam-se disposições contrárias.

 

 

Paulo Augusto Malta Moreira

Prefeito Municipal

 

 

Maria do Carmo Santos

Secretária Municipal de Governo

 

 

Iniciativa:

 

ANTÔNIO CARLOS PRACATÁ DE SOUSA - PSD

Vereador

Leia mais ...

Comunicado do Dmaes

O DMAES comunica que, no dia 26/08 (sexta-feira), não haverá atendimento ao público em sua sede devido à realização de manutenção de rede elétrica por parte da Cemig. No dia 29/08 (segunda-feira), a rotina da autarquia será normalizada. 

 
--
Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação/ASCOM
Prefeitura de Ponte Nova
(31) 3819-5454 - ramal 235 / 3819-5485
www.pontenova.mg.gov.br / O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Leia mais ...

Audiência Pública vai discutir o Código Municipal de Meio Ambiente

A Câmara Municipal de Ponte Nova realiza nesta quarta-feira (24), às 18h30, no plenário João Mayrink, Audiência Pública para discutir o Projeto de Lei nº 3.478/2015, de autoria do Executivo, que institui o Código Municipal de Meio Ambiente.

O debate público tem o objetivo de ouvir sugestões da população, de ambientalistas e de profissionais ligados ao tema, além de avaliar eventuais críticas, dúvidas e opiniões de alterações.

Além de disponibilizar o texto completo do Projeto de Lei, para consulta pública na internet, em abril de 2016 a Câmara enviou ofício, para autoridades, ONGs, instituições e profissionais do assunto, comunicando sobre a tramitação da matéria no Legislativo e abrindo espaço para contribuições dos interessados em aprimorar o texto final do Projeto de Lei antes da votação no Poder Legislativo.

Diante da importância e da complexidade do tema e, com o objetivo de dar suporte técnico ao vereadores nas comissões temáticas, desde junho, o geógrafo Jaime Augusto Alves dos Santos está esclarecendo dúvidas, fazendo contatos com especialistas e órgãos públicos e pesquisando sobre o assunto a fim de auxiliar na formatação de um Código de Meio Ambiente que atenda as reais necessidades de Ponte Nova. Jaime é Bacharel em Geografia e Mestre em Agronomia. Ele já prestou assessoria para o Legislativo Pontenovense em 2008, quando estava em debate a construção de uma Usina Hidrelétrica de grande porte no rio Piranga, na divisa de Ponte Nova com Guaraciaba.

Informações pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.">câO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone (31) 3819-3250, de 12 às 18h, de segunda a sexta-feira.

Leia mais ...

Pontenovense preside o Conselho Superior da Polícia Civil

O governador Fernando Pimentel/PT deu posse, hoje, segunda-feira (22/8), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, aos integrantes do Conselho Superior da Polícia Civil de Minas Gerais. O presidente será o  pontenovense João Octacílio Silva Neto, nomeado recentemente como chefe da Polícia Civil/MG.

Ex-delegado regional de Polícia Civil em Ponte Nova, João Octacílio ressaltou que o objetivo do Conselho é atender à sociedade da melhor maneira e vai trabalhar em parceria com a Polícia Militar.

“Gostaria de dizer ao senhor, Governador, que tem a seu lado um homem leal e que não vai medir esforços para que o Governo tenha sucesso. Para mim, é uma honra muito grande estar  aqui, e nosso objetivo é atender à sociedade da melhor forma possível e fazer uma parceria muito boa com a Polícia Militar”, afirmou ele em nota do Governo/MG, que divulgou também a foto.

 “A gente fez questão de trazer esse ato singelo, mas muito simbólico, para mostrar o nosso apreço e o respeito à corporação e ao secretário de Estado de Defesa Social, Sérgio Menezes, bem como a nossa intenção de manter sempre a cooperação entre as Polícias Civil e Militar”, afirmou o governador, destacando ser preciso “modernizar a Polícia Civil, atualizá-la e torná-la mais científica, com mais eficiência do que tem hoje”.

O governador destacou o trabalho do Conselho Superior da corporação, que conta com 13 membros. “Em vocês, nós depositamos a nossa confiança e a nossa esperança de que os compromissos que assumimos com a população de Minas Gerais, especialmente na área de segurança, estão sendo e serão cumpridos cada vez mais com rigor, eficiência e proficiência. Então, contem com o apoio do Governo. A dificuldade é grande, ela é real, e vamos compartilhá-la com vocês e fazer as escolhas necessárias”, disse.

Também participaram do ato os secretários de Estado de Defesa Social, Sérgio Menezes, de Governo, Odair Cunha, da Casa Civil e Relações Institucionais, Marco Antônio Rezende, e da Governadoria, Eduardo Serrano, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marco Antônio Badaró Bianchini.

 

Fonte: Jornal Folha de Ponte Nova

www.folhadepontenova.com.br

Leia mais ...

Rapaz está desaparecido em Ponte Nova

Jeferson Calixto Ricardino de 26 anos. Residente a Rua Doze, Bairro Fortaleza, cidade de Ponte Nova/MG. Saiu de casa no dia 20/08/2016 sábado por volta de 08h30min para ir trabalhar em seu estabelecimento comercial (Bar/Lanchonete) localizado na zona rural de Amparo da Serra, local conhecido por Comunidade de Santana. Estava em uma motocicleta Honda CG 150 cc de cor prata em bom estado de conservação, não foi informado placa do referido veículo.

Jeferson é negro, alto, forte, trajava camisa de gola pólo na cor preta, bermuda tactel de cor bege com a estampa do Cristo e calçado com um tênis de cor azul.

 

Unidade Notícias

Leia mais ...

Participe do 1º Concurso Fotográfico da Igreja Matriz de São Sebastião de Ponte Nova

Revele seu olhar fotográfico. Participe!

Para comemorar os 90 anos da sagração da Igreja Matriz de São Sebastião em Ponte Nova, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, a Paróquia São Sebastião está realizando concurso fotográfico que pretende retratar aspectos significativos da estrutura.

Ainda dá tempo de se inscrever! Acesse o link abaixo e confira o EDITAL completo com cronograma, regulamento e premiações juntamente com a FICHA DE INSCRIÇÃO.

Confira aqui: http://www.arqmariana.com.br/uploads/arquidiocese_mariana_2016/edital-concurso.pdf

Leia mais ...

Homens evitam médicos para não serem vistos como 'fracos', diz pesquisadora americana

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, provocou uma polêmica nesta semana ao afirmar que homens vão menos ao médico do que as mulheres porque trabalham mais.

Sua declaração parece não ter fundamento na realidade. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que mulheres trabalham em média cinco horas a mais que os homens na semana, uma vez que costumam acumular a vida profissional com mais tarefas domésticas.

Pesquisas realizadas nos Estados Unidos - país onde homens também se consultam menos do que as mulheres - indicam que outro elemento está por trás dessa disparidade: o fator cultural que associa ao sexo masculino características como "bravura" e "autossuficiência".

Educados para se mostrarem fortes, homens evitam o atendimento médico justamente por receio de serem vistos como fracos, disse à BBC Brasil uma das autoras desses estudos, Mary Himmelstein, pesquisadora da Universidade de Connecticut.

Em uma de suas pesquisas, ela questionou 491 pessoas, de ambos os sexos, sobre o quanto concordavam ou não com frases sobre o papel social de homens e mulheres, a importância da bravura e autossuficiência e a confiabilidade de médicos.

Além disso, os entrevistados também deram informações pessoais sobre com que frequência iam ao médico e quanto tempo costumavam demorar para ir se consultar quando se sentiam mal.

Mary Himmelstein, da Universidade de Connecticut, pesquisou por que os homens evitam o médicoImage copyrightDIVULGAÇÃOImage captionMary Himmelstein pesquisou por que homens evitam ir ao médico

Cruzando esses dados, Himmelstein e a coautora do estudo Diana Sanchez concluíram que, quanto mais os entrevistados se identificavam com valores associados culturalmente à masculinidade (bravura e autossuficiência), mais eles tendiam a minimizar problemas de saúde e a evitar consultas médicas.

"Crenças tradicionais sobre os papéis sociais (de cada gênero) contribuem para a forma como nossa cultura constrói a masculinidade - isto é, as mensagens que recebemos sobre como os homens são, como deveriam ser e como devem agir", explicou Himmelstein, em entrevista por email.

"No caso dos homens, essas crenças contribuem para a ideia de que, para ser um 'bom homem', é preciso ser duro, corajoso e absolutamente autossuficiente. O problema dessas crenças é que criam barreiras para pedir ajuda, mesmo em face de doenças e lesões", acrescentou a pesquisadora.

Mulheres e bravura

A pesquisa mostrou ainda que mulheres que se identificavam com valores de bravura e autossuficiência também iam menos ao médico. No entanto, um número menor delas se associava a essas características.

"A principal diferença é os homens têm um roteiro cultural dizendo que eles TÊM que agir dessa forma para que possam ser considerados homens. As mulheres não têm essa mesma pressão social para serem corajosas, resistentes, e autossuficientes", observou.

"As mulheres são mais propensas a ir ao médico do que os homens e fazem mais perguntas quando estão lá. Potencialmente, grande parte da explicação para essas diferenças está relacionada com as mensagens culturais sobre masculinidade", disse ainda.

A pesquisadora destacou também que, mesmo quando desconsideradas as consultas diretamente relacionadas ao gênero feminino, como visitas ao ginecologista e acompanhamento pré-natal, as estatísticas mostram que as mulheres vão ao médico com mais frequência que homens.

Questionada sobre haver evidência científica de que pessoas que trabalham mais se consultam com menos frequência, Himmelstein disse desconhecer informações nesse sentido.

Executivos com grande carga de trabalho procuram mais ajuda, diz pesquisadoraImage copyrightTHINKSTOCKImage captionExecutivos com grande carga de trabalho procuram mais ajuda, diz pesquisadora

Na realidade, a pesquisadora apontou que executivos com grande carga de trabalho, por exemplo, costumam frequentar mais médicos do que a média - com exceção daqueles que pontuam na pesquisa altos índices de "masculinidade".

"Pessoas em altos cargos de gerência, que trabalham horas excessivas (ou seja, mais de 40 a 50 horas por semana) são mais propensas a visitar o médico, por isso não se pode argumentar que são as horas de trabalho que impedem as consultas", afirmou.

"Eu diria que a masculinidade tem um peso grande no hábito dos homens de evitar e adiar consultas médicas."

E esse fator tem outras consequências para a saúde deles, nota a pesquisadora. Estudos indicam que os valores associados à masculinidade também levam os homens a serem menos francos sobre os sintomas que estão sentindo, assim como contribuem para uma comunicação menor de lesões em atletas do sexo masculino.

"A masculinidade também está associada com a frequência menor de cuidados com a saúde, como ir ao dentista, usar protetor solar, comer frutas e vegetais e realizar autoexames de mama e testículo (para identificar câncer)", exemplificou a pesquisadora.

Ricardo Barros disse que homens vão menos ao médico porque trabalham maisImage copyrightELZA FIÚZA/AGÊNCIA BRASILImage captionRicardo Barros disse que homens vão menos ao médico porque trabalham mais

Pedido de desculpas

A declaração polêmica de Ricardo Barros foi dada na quinta-feira, durante o lançamento de duas cartilhas do ministério com objetivo de ampliar o atendimento aos homens na rede de saúde.

"Eu acredito que é uma questão de hábito. Os homens trabalham mais, são os provedores da maioria das famílias e não acham tempo para a saúde preventiva. Isso precisa ser modificado. Nós queremos capturá-los para fazer os exames e cuidar da saúde. A meta destes guias é fazer que nossos servidores orientem os homens, que normalmente estão fora [de casa], trabalhando", disse na ocasião.

Após a reação ruim a sua declaração, o ministro pediu desculpas nesta sexta-feira. Por meio de uma nota, disse que se referia ao número maior de homens no mercado de trabalho.

Citando dados do IBGE sobre pessoas de 16 anos ou mais que estão trabalhando, destacou que 53,7 milhões são homens e 39,7 milhões são mulheres.

Guia lançado pelo Ministério da Saúde na quinta-feiraImage copyrightELZA FIÚZA/AGÊNCIA BRASILImage captionGuia lançado pelo Ministério da Saúde na quinta-feira

"Conhecendo o quanto as mulheres trabalham, eu jamais diria que os homens trabalham mais que as mulheres. Quero deixar claro que eu me referia ao número de homens no mercado de trabalho, que ainda é maior", afirmou.

Segundo outra pesquisa do IBGE, que leva em conta também o trabalho doméstico, os homens trabalham em média por semana 41,6 horas fora de casa e 10 horas com tarefas dentro dela. Já as mulheres usam em média 35,5 horas da sua semana no trabalho principal, mas perdem mais que o dobro do que eles em afazeres em casa (21,2 horas).

Isso dá uma diferença de cinco horas, indicando que mulheres trabalham 10% mais que os homens. Apesar disso, seus salários tendem a ser menores, mesmo quando possuem escolaridade equivalentes a de colegas masculinos.

Os dados do IBGE também mostram que têm crescido o número de domicílios chefiados por mulheres. Segundo o levantamento mais recente, de 2014, essa é a realidade de 39,8% das casas do país.

Outras críticas

A declaração de Barros não é a primeira relacionada a questões de gênero a atrair críticas dentro do governo interino de Michel Temer.

Em julho, o ministro das Relações Exteriores, José Serra, deu uma declaração polêmica sobre a presença das mulheres na política durante encontro com a chanceler mexicana, Claudia Ruiz Massieu, no México.

"Devo dizer, cara ministra, que o México, para os políticos homens no Brasil, é um perigo porque descobri que aqui quase a metade dos senadores são mulheres", declarou Serra.

Todos os ministros do presidente interino são homens brancos, o que provocou uma série de críticas quando seu governo foi montado.

Depois disso, Temer nomeou mulheres para outros postos, como a presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e o comando da Secretaria de Direitos Humanos. Em entrevistas, minimizou a ausência de ministras afirmando que esses cargos também são muito importantes.

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Notícias Regionais

Brasil e Mundo

Ponte Nova

Colunistas

Serviços

  • Esqueceu sua senha?
  • Esqueceu seu usuário?