Marcos Rodrigues

Em 10/03/1915 nascia em Porto Firme um dos mais caridosos personagens que já passaram por nosso convívio. Filho de Benevides Adriano Pereira e Rita Soares Pereira, nascia Marcos Rodrigues Pereira, que veio com os pais ainda criança para Ponte Nova. Aqui se casou com Margarida Guimarães Pereira (primeira esposa), com quem teve os filhos Célio, Marco Antônio, Hélcio, José Guimarães, Hélio, Paulo, Maria Célia e Celso. Adotou ainda José Geraldo. Casou-se pela segunda vez com Raimunda Copoli Pereira.

Seu Marcos, como era carinhosamente conhecido, tinha um lema de vida, que norteou seus passos no transcorrer de sua existência: "Não dê um peixe a uma criança, ensina-a a pescar". Vicentino convicto, através da Sociedade São Vicente de Paulo, que presidiu por muitos anos, idealizou e edificou o SENAI em Ponte Nova. Também construiu o Ambulatório Abdala Felício no bairro de Fátima, além da creche Paulo VI. Trabalhou ainda exaustivamente para aumentar o patrimônio da sociedade, tendo construído sua sede e dois prédios na Av. Otávio Soares. Com sua alma generosa, embrenhou-se em auxiliar os indigentes e desvalidos do Asilo Municipal, o qual dirigiu com dedicação por anos a fio. Como comerciante tocou o antigo Bar do Ponto, em Palmeiras. Foi ainda Juiz de Paz, tendo inclusive recebido o título de Cidadão Honorário de nossa cidade. Trabalhou também na Casa Patriota.

Em 1º/10/88 partiu para os braços da eternidade, quando se encontrava em plena campanha para buscar uma cadeira na Câmara Municipal de Ponte Nova.